Novembro Azul: Campanha incentiva cuidado à saúde do homem
12 de novembro de 2020

Novembro Azul: Campanha incentiva cuidado à saúde do homem

Compartilhe

O Ministério da Saúde lançou, nesta quarta-feira (11), a campanha Novembro Azul com ações para incentivar o cuidado integral à saúde do homem. A campanha faz parte da mobilização que ocorre mundialmente neste mês para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

 

Um projeto-piloto será instituído para promoção e cuidado com a saúde do homem e prevenção do câncer de pênis no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Serão liberados mais de R$ 20 milhões para apoiar as ações.

 

Os estados com maior taxa de mortalidade de câncer de pênis receberão os recursos. São eles: Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Sergipe. Trezentos e setenta municípios também terão o apoio financeiro.

 

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que ocorram 1.130 novos casos de câncer de pênis neste ano. Em alguns casos, a doença envolve a amputação do membro masculino. Os principais fatores de risco são higiene íntima inadequada e infecção por HIV.

 

“A atitude preventiva, buscar o atendimento precoce, acredito que, na grande maioria das doenças, é a melhor opção. Isso serve para coronavírus, para câncer, serve para qualquer tipo de doença. Tem que procurar o médico. E nossos médicos têm que ter a liberdade de diagnosticar, prescrever e acompanhar da melhor forma possível”, ressalta o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

 

 

Leitura recomendada: Saúde do Pênis: Identificar e Prevenir Problemas

 

 

Mais ações para a saúde masculina

 

O Ministério da Saúde firmará um acordo de cooperação com a Sociedade Brasileira de Urologia para um trabalho conjunto no sentido de ampliar as práticas de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de câncer de pênis, próstata e testículos.

 

Outra ação é o lançamento do Cartão de Saúde do Caminhoneiro (a), documento onde serão registrados os dados de atendimento na Atenção Primária à Saúde. O cartão atende a especificidade da profissão que faz com que esses trabalhadores viagem por todo o país. A previsão é distribuir, inicialmente, 500 mil cartões para estados e municípios. Acesse o cartão do caminhoneiro e o da caminhoneira. 

 

O ministro Eduardo Pazuello afirmou que os homens costumam ter mais resistência em procurar atendimento médico e é preciso trabalhar essa característica. “A gente demora a buscar o médico, para ceder a isso. Tem que tratar o assunto e muita gente acaba agravando sua doença por essa característica masculina.”

 

Durante o evento, no Ministério da Saúde, foram apresentadas peças da campanha publicitária Homem, cuide-se. O melhor da vida é ter saúde.

 

 

Novembro Azul

 

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil, de acordo com o Inca. Para conscientizar a população masculina sobre a importância da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento da doença, neste mês ocorre a mobilização Novembro Azul.

 

O Inca estima o surgimento de 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, entre 2020 e 2022. Homens com mais de 55 anos, com excesso de peso e obesidade são os que têm maior risco de desenvolver a doença.

 

O diagnóstico precoce da doença para permitir o tratamento do tumor em fase inicial é o que possibilita melhor chance de tratamento.

 

Além da atenção ao câncer de próstata, o Ministério da Saúde está reforçando os cuidados para o câncer de boca, já que esse é o quinto mais incidente na população masculina. Um grupo de trabalho elaborará diretrizes para articular e qualificar a rede de prevenção e controle da doença. A estimativa do Inca para o triênio 2020 a 2022 é de 11.180 novos casos ao ano.

 

 

Política de atenção à saúde masculina

 

Desde 2019, há no Sistema Único de Saúde (SUS) a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, que tem diretrizes para incentivar o acesso da população masculina à atenção primária. Entre os objetivos estão fazer com que os homens busquem consulta no posto de saúde pelo menos uma vez ao ano e o incentivo ao autocuidado.

 

São os homens entre 40 e 59 anos os que mais procuram atendimentos em postos de saúde na atenção primária, representando um aumento de 50% no número de atendimentos individuais desde 2018.

 

Fonte: https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/11/campanha-incentiva-cuidado-a-saude-do-homem

 

Saiba mais:

10 Formas de se sentir satisfeito com seu pênis

Aumento benigno da próstata e a vida sexual

Como a obesidade pode afetar minha vida sexual?

Estudos sobre as Medidas e Tamanhos do Pênis (Antropometria Peniana)