Preenchimentos temporários: Uma opção para homens que acham o pênis pequeno
04 de fevereiro de 2020

Preenchimentos temporários: Uma opção para homens que acham o pênis pequeno

Compartilhe

As injeções de ácido hialurônico (AH) e ácido polilático (APL) aumentaram temporariamente a circunferência peniana em homens com síndrome do pênis pequeno (SPP), de acordo com um novo estudo do Journal of Sexual Medicine.

 

Os efeitos duraram a duração de 24 semanas do estudo, e nenhum dos participantes experimentou eventos adversos graves, disseram os pesquisadores. Muitos participantes relataram níveis reduzidos de sofrimento psicológico.

 

Homens com síndrome do pênis pequeno sentem-se preocupados com o tamanho do pênis, mesmo quando as medidas do pênis caem dentro da faixa normal (Saiba como medir corretamente o pênis). Educação e psicoterapia são as primeiras abordagens típicas do tratamento, mas não são eficazes para todos os pacientes.

 

Neste estudo, os pesquisadores compararam os resultados do engrossamento peniano com ácido hialurônico e ácido polilático. Esses enchimentos foram escolhidos porque são considerados temporários e foram aprovados em alguns países.

 

Setenta e quatro homens com síndrome do pênis pequeno participaram do estudo, realizado em três hospitais coreanos. Os participantes foram aleatoriamente designados para receber AH ou APL para uma injeção de preenchimento. Os homens foram seguidos por 24 semanas. A análise final incluiu dados de 37 homens do grupo AH e 35 homens do grupo APL.

 

A circunferência peniana de cada homem foi mensurada antes da injeção e novamente em quatro, 12 e 24 semanas depois. Além disso, os homens concluíram a avaliação da Escala de Tamanho do Pênis (BAPS) e relataram sua satisfação na aparência do pênis. A satisfação com a vida sexual foi avaliada na linha de base e nos pontos de acompanhamento de 12 e 24 semanas.

 

Após quatro semanas, a circunferência peniana aumentou para os dois grupos. Na marca de 24 semanas, a circunferência aumentou em média 2,1 cm para o grupo AH e 1,6 cm para o grupo APL. O material de enchimento parecia estar distribuído uniformemente. Aumentos na circunferência pareciam ocorrer mais rapidamente em homens que receberam injeções de AH.

 

Para ambos os grupos, a satisfação com a aparência peniana e a satisfação com a vida sexual também melhoraram no ponto de quatro semanas. Esses resultados foram mantidos durante o período de acompanhamento de 24 semanas.

 

Com base nas pontuações do BAPS, os pesquisadores descobriram que os sentimentos de insegurança e vergonha dos homens relacionados ao tamanho do pênis haviam diminuído em quatro semanas, com essa melhora durando até o período de 24 semanas (tempo de acompanahmento).

 

Os pesquisadores observaram que todos os participantes receberam aconselhamento antes da injeção, o que poderia ter contribuído para melhorias no sofrimento psicológico.

 

Não foram relatados eventos adversos graves.

 

"A técnica pode ser considerada uma abordagem alternativa em pacientes para quem as abordagens psicológicas falham", escreveram os autores.

 

Os pesquisadores recomendaram que os médicos aconselhem os pacientes sobre o que pode ser esperado da técnica.

 

Eles também incentivaram estudos de longo prazo, pois a duração de 24 semanas neste estudo foi "insuficiente para provar a utilidade clínica de longo prazo de ambos os enchimentos".

 

 

Fonte: https://www.issm.info/news/sex-health-headlines/temporary-fillers-an-option-for-men-with-small-penis-syndrome/

 

Recursos

O Jornal de Medicina Sexual

Yang, Dae Yul, MD, PhD, et al.

"Uma comparação entre injeções de ácido hialurônico e preenchedor de ácido polilático para aumento temporário do pênis em pacientes com síndrome do pênis pequeno: um estudo multicêntrico, paciente / cego de avaliador, comparativo e randomizado"

(Texto completo. Publicado online: 14 de novembro de 2019)

https://www.jsm.jsexmed.org/article/S1743-6095(19)31461-4/fulltext